Então, que seja doce!

sexta-feira, 29 de abril de 2011


"Claro, o dia de amanhã cuidará do dia de amanhã e tudo chegará no tempo exato. Mas e o dia de hoje?
Só quero ir indo junto com as coisas, ir sendo junto com elas, ao mesmo tempo, até um lugar que não sei onde fica, e que você até pode chamar de morte, mas eu chamo apenas de porto."

Caio Fernando Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário